TELEVENDAS: (83) 3241-2555
SEGURANCA

SEGURANÇA NO TRABALHO

A Argamassa Boa Massa sabe da real importância da utilização dos equipamentos de proteção individual (EPI).

Queda de material, inalação de pós residuais, ruídos extremos, partículas projetadas em direção aos olhos do trabalhador, podem e devem ser evitados com a utilização de capacete, máscara respiradora, protetores auriculares, óculos de proteção, botas de segurança e luvas.

No preparo e aplicação da argamassa, destaca-se o uso de máscara respiradora, luvas e capacete. As luvas devem sempre ser usadas para proteger as mãos dos produtos químicos encontrados na argamassa. A máscara respiradora é necessária, enquanto o material ainda não estiver misturado à água. Já o capacete é indispensável e deve ser utilizado em todo momento durante a obra.

Caso, no preparo da base, seja necessária a utilização de equipamentos ruidosos, como a serra mármore, os óculos devem sempre ser utilizados em conjunto com o protetor auricular e com a máscara respiradora.

pisos

PREPARO DA BASE E DIAGNÓSTICOS – PISOS

Antes da aplicação de qualquer argamassa, devemos estar sempre atentos às condições da base. Problemas envolvendo prumo, porosidade, presença de umidade, resíduos e planeza são decisivos para o sucesso da aplicação do revestimento. Os passos, a seguir, deverão ser sempre seguidos para que haja um preparo ideal da base de aplicação da argamassa.

PISOS
Tipos de bases: Concreto e Contrapiso

Verificar se a base está plana: verifique com um auxílio de uma régua de 2,0 m ou 2,5 m a planeza da base. Não deve existir diferença de mais de 2 mm com relação a régua.

Verificar a dureza da base: de acordo com a profundidade de um risco feito com uma chave de fenda ou com um prego na base, verifique a dureza da mesma. Se o risco for superficial, a base será resistente. Bases com pouca dureza podem ceder e quebrar o revestimento.

Verificar a absorção da base: derramando 200 ml de água na base seca poderemos determinar, visualmente, o grau de absorção e, consequentemente, a porosidade. Se a água for absorvida rapidamente, significa que a base tem um grau maior de porosidade. Se for demorado o processo de absorção, isso indica que esta base é pouco porosa. Caso a base seja bastante porosa, umedeça-a antes de iniciar o assentamento.

Verificar o caimento da base: observar a direção do caimento, verificando se o mesmo direciona o fluxo da água aos ralos ou as saídas dos ambientes.

Verificar a aderência da base: com o auxílio de um martelo, verificar se existem sons ocos (normalmente, em assentamento de piso sobre piso).

Além disso, verificar se há fissuras na base.

Realizar correções na base: caso alguns dos itens acima não estejam corretos, a base deverá ser corrigida ou refeita. Nunca aplique a argamassa se algum dos itens acima não estiver de acordo com as indicações.

Limpe a base: não deverá haver poeira, graxa, gordura, areia solta ou qualquer outro resíduo que dificulte a aderência da argamassa.

Cura da base: a base deve estar bem firme, resultante de uma cura de no mínimo 14 dias.

revestimento

ESCOLHA DO REVESTIMENTO

A escolha do revestimento deverá ser feita de acordo com o ambiente de assentamento especificado pelo cliente.

Para isso, deve ser considerado o local de assentamento, as condições de uso e as condições climáticas.

  • Local de assentamento: Piso ou parede
  • Local externo ou interno
  • Área seca ou úmida
  • Sauna
  • Fachadas
  • Piscina
  • Outros locais específicos
  • Condições de uso: Residencial – área social ou íntima
  • Comercial – com tráfego médio ou alto
  • Condições climáticas: Local muito quente ou muito frio

COPYRIGHT 2015 ARGAMASSA BOA MASSA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.